ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA FEDERAL

Justificativa Para Criação do Curso:

Enquanto organizações complexas e colegiadas, as universidades públicas brasileiras vêm enfrentando grandes desafios, quanto ao alcance dos seus objetivos institucionais mais tradicionais (ensino, pesquisa e extensão) e de novas demandas que lhes vêm sendo atribuídas pela sociedade, resultando em obstáculo à superação de suas crises institucionais, nos aspectos acadêmico e administrativo.A administração universitária, historicamente, vem sendo compreendida e praticada como variável desprovida, à priori, de maior significado acadêmico e profissional, ainda que se constitua como sustentáculo daquelas funções tradicionais. Nesta perspectiva temporal, o discurso exclusivamente academicista, centrado nas funções tradicionais da universidade, por tempos secundarizou o debate sobre a possibilidade (e necessidade) de formação sistemática de profissionais e ao aperfeiçoamento das práticas de administração universitária, por meio da oferta de cursos de pós-graduação, extensão, aperfeiçoamento ou capacitação direcionados à área da gestão.

Diante do exposto, justifica-se a criação do presente curso de Especialização em Administração Universitária Federal, para servir à UFRJ e demais instituições universitárias públicas federais, como recurso acadêmico e profissional, espaço para o debate e meio para a produção intelectual e técnica, promovendo a qualificação de profissionais em nível de Especialização e garantindo a formação continuada dos profissionais docentes e técnicos-administrativos das instituições. Ressalte-se que o curso também pretende contribuir para o aperfeiçoamento dos processos, tecnologias, estruturas, pessoas, ambiente e dinâmica administrativa e acadêmica institucional das universidades públicas, colaborando com o desenvolvimento do ambiente universitário, refletindo sobre suas dinâmicas organizacionais, dificuldades e potencialidades, propondo diagnósticos situacionais, além de métodos e técnicas para a melhoria das instituições universitárias.

Objetivo do Curso:

Proporcionar o aprimoramento profissional, técnico-científico e acadêmico no âmbito das universidades públicas, particularmente ao público que atua na administração universitária.
No PGI, a linha de Pesquisa em Administração Universitária, pretende desenvolver projetos e ações que contemplem a complexidade das instituições universitárias na contemporaneidade. Os projetos desenvolvidos nesta linha estão centrados nos aspectos administrativos nas universidades, que incidem na gestão de processos, gestão de pessoas, gestão de bem imóveis, gestão patrimonial, dos recursos orçamentários e extraorçamentários, dentre outros. Destaca-se, ainda, os projetos e ações que contemplam as questões de natureza acadêmica, no que tange às condições de permanência dos estudantes, qualidade de vida e saúde do trabalhador e do estudante, sucesso e insucesso acadêmico, questões referentes à retenção e evasão de estudantes, bem como das transformações organizacionais decorrentes das políticas de democratização e ampliação do acesso.

Núcleo Comum:

Carga Horária: 360 horas

Disciplinas:

Conjuntura do Ensino Superior no Brasil
Fundamentos do Pensamento Administrativo
Fundamentos da Administração Pública
Internacionalização e Cooperação Internacional
Planejamento Estratégico em Instituições Universitárias
Gestão Orçamentária e Financeira
Sistemas de Informação na administração universitária
Mecanismos de Avaliação e Desempenho do Ensino Superior
Inovação e Gestão do Conhecimento
Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional
Pesquisa e Análise de Dados
Seminário de Monografia I
Seminário de Monografia 2 - Trabalho de Conclusão de Curso - Artigo

Metodologia:

A metodologia empregada no curso está aliada com a inovação e pesquisas no campo da administração, particularmente no campo da administração pública, de forma a propiciar ao aluno articular as discussões teóricas com o ambiente organizacional em que atua, ao mesmo tempo que lhe abra horizontes para a compreensão mais alargada da complexidade organizacional das instituições universitárias. Para além das aulas expositivas, propõe-se também a participação em Seminários, Congressos e outros encontros que articulem as temáticas de interesses dos alunos aos componentes teóricos do curso.

Atividade Complementar:

Durante o curso serão ministradas palestras com profissionais, bem como pretende-se, a cada ano, fomentar a realização de Seminários de Administração Universitária.
Frequência:
Presença mínima de 75% às aulas de cada disciplina. A frequência será controlada através de pauta preenchida pelo docente, assinada pelos alunos e com registro dos respectivos conteúdos ministrados.

Interdisciplinaridade:

O curso é focado na interdisciplinaridade, na medida que receberá alunos das mais diferentes áreas de formação, que atuam em diversas instâncias das instituições universitárias.
Forma de avaliação do desempenho acadêmico dos alunos:
O aproveitamento em cada disciplina será avaliado pelo professor responsável e registrado no Histórico Escolar do aluno, sendo expresso mediante um dos seguintes conceitos: A (Excelente); B (Bom); C (Regular) e D (Deficiente).

Tipo de trabalho de conclusão:

Artigo/Publicação
Formação de banca examinadora:
Professores escolhidos pelo colegiado do curso. Poderão ser convidados professores externos ao Curso, desde que tenham qualificação mínima compatível às exigências do CEPG para docentes do curso.

Certificação Concedida:

a) Obtendo a nota mínima exigida para aprovação nas disciplinas e no TCC (maior ou igual a 7,0, sete), equivalente ao conceito;
b) produzindo, no prazo estabelecido pela Coordenação, o artigo a ser submetido a periódico científico com qualificação no Qualis/Capes,
c) obtendo frequência mínima de 75% nas disciplinas,

Será concedida, ao estudante, a Certificação de ESPECIALISTA EM ADMINISTRAÇÃO UNIVERSITÁRIA FEDERAL.

Critério de Avaliação:

O aproveitamento em cada disciplina será avaliado pelo professor responsável e registrado no Histórico Escolar do aluno.
Frequência global e CRA exigido:
a) obter a nota mínima exigida para aprovação nas disciplinas e no TCC , nota 7,0 (sete), equivalente ao conceito C;
b) produzir, no prazo estabelecido pela Coordenação, o artigo científico a ser submetido a periódico científico com qualificação avaliada no Qualis/Capes;
c) ter frequência mínima de 75% nas disciplinas.

Blog: administracaouniversitariafederal.blogspot.com

Email : O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Critério de Seleção:

Análise Curricular e entrevista com o candidato Documentos Exigidos:

• Formulário de inscrição preenchido;
• Cópia autenticada do diploma de curso superior;
• Cópias autenticadas da carteira de identidade e do CPF;
• Curriculum Vitae;
• Uma foto 3 x 4 recente.

Forma de Avaliação:

O aproveitamento em cada disciplina será avaliado pelo professor responsável e registrado no Histórico Escolar do aluno, sendo expresso mediante um dos seguintes conceitos; A (Excelente); B (Bom); C (Regular) e D (Deficiente).

Frequência e forma de controle das disciplinas:

A frequência será controlada através de pauta preenchida pelo docente, assinada pelos alunos e com registro dos respectivos conteúdos ministrados.

Desempenho acadêmico mínimo exigido nas disciplinas:

O coeficiente de rendimento acumulado (CRA) será calculado pela média ponderada dos conceitos a que serão atribuídos os valores A=3; B=2; C=1; D=0, sendo o peso a carga horária de cada disciplina.

Atividades pedagógicas e coeficiente de rendimento mínimo:

Serão considerados aprovados os alunos avaliados com os conceitos A, B ou C nos trabalhos escritos e/ou prova de avaliação, com frequência igual ou superior a 75% (setenta e cinco por cento) na disciplina.

Responsável pela avaliação discente:

Coordenação do curso encaminhará aos alunos o questionário para avaliação, ao final de cada disciplina.

Tipo de trabalho de conclusão, forma de orientação e de avaliação:

É definido como Trabalho de Conclusão de Curso a elaboração de artigo a ser submetido a periódico com qualificação no Qualis/Capes, no qual o aluno demonstre capacidade de sistematização e aplicação dos conteúdos do Curso.

Procedimento para regime acadêmico especial:

Será assegurado regime acadêmico especial mediante atestado médico apresentado à Coordenação do Curso:
a). À aluna gestante, por três meses a partir do oitavo mês de gestação, ou a critério médico, de acordo com o disposto na Lei nº 6.202, de 17 de abril de 1975;
b). Aos alunos em condição física incompatível com a frequência às aulas, como disposto no Decreto Lei nº 1.044, de 2 de outubro de 1969, desde que por período que não ultrapasse o máximo de 25% (vinte e cinco por cento) das aulas.
Os exercícios domiciliares previstos no regime acadêmico especial não se aplicam a disciplinas de caráter experimental ou de atuação prática.
O aluno que obtiver o conceito D deverá refazer a disciplina. A critério do professor responsável pela disciplina, a indicação I, de incompleto, será concedida ao aluno que, não tendo concluído os trabalhos da disciplina, assumindo o compromisso de conclui-los em prazo nunca superior a um bloco letivo com duração de 10 (dez) semanas, conforme previsto na Resolução CEG/CEPG nº 01/99. A indicação I será automaticamente substituída pelo conceito D caso os trabalhos não sejam concluídos dentro do prazo estipulado. Por motivos justificados (indicação J), com aceite do professor responsável, poderá o aluno abandonar uma disciplina durante o período letivo, devendo constar do Histórico Escolar a indicação J (abandono justificado). As disciplinas com indicação I ou J deverão constar do Histórico Escolar, mas não serão consideradas para o cálculo do Coeficiente de Rendimento Acumulado (CRA).
Mínimo de compatibilidade de 75% (setenta e cinco por cento) do plano de ensino e de 75% (setenta e cinco por cento) de carga horária, descartando disciplinas de graduação plena ou tecnológica

Coordenadores:

Antônio José Barbosa de Oliveira
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Eliane Ribeiro Pereira
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Nome: Antônio Jose Barbosa de Oliveira
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UNIRIO
País do Título: Brasil Ano do Título: 2011
Grande Área de Conhecimento: Multidisciplinar
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Associado I Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 4 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 60

Nome: Claudio Marcos Maciel da Silva
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UNIGRANRIO
País do Título: Brasil Ano do Título: 2017
Grande Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Adjunto Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 30

Nome: Eliane Ribeiro Pereira
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2010
Grande Área de Conhecimento: Engenharias
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Titular Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 4 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 45

Nome: Maria Cecilia Chaves
Titulação Máxima: Doutorado
País do Título: Brasil
Grande Área de Conhecimento: Engenharias IES do Título: UFF
Ano do Título: 2010
Instituição: UFRJ
Cargo: Professor Adjunto IV Condição de Atividade: Docente Ativo
Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Carga Horária Didática:
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 30

Nome: Monica Visconti de Melo
Titulação Máxima: Mestrado IES do Título: UFRN
País do Título: Brasil Ano do Título: 1995
Grande Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Adjunto Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 15

Nome: Sergio Luiz de Argolo Bezerra
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2015
Grande Área de Conhecimento: Multidisciplinar
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Associado I Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 30

Nome: Jose Roberto Dourado Mafra
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2004
Grande Área de Conhecimento: Engenharias
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Adjunto IV Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 15

Nome: Danilo Pestana de Freitas
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2018
Grande Área de Conhecimento: Ciências Exatas e da Terra
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Adjunto I Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 30

Nome: Delana Galdino de Oliveira
Titulação Máxima: Mestrado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2012
Grande Área de Conhecimento: Engenharias
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Assistente II Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 30

Nome: Vanessa Brulon Soares
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: EBAP/FGV
País do Título: Brasil Ano do Título: 2015
Grande Área de Conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Adjunto IV Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 4 Lato-Sensu: 30

Nome: Elisabeth Rivanda Machado
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UERJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2018
Grande Área de Conhecimento: Ciências Humanas
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Técnico-Administrativo Ativo
Cargo: Técnico em Assuntos Educacionais Regime de Trabalho: 40 horas semanais
Graduação: 0 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 15

Nome: Maria Teresa Correia Coutinho
Titulação Máxima: Doutorado IES do Título: UFRJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2002
Grande Área de Conhecimento: Engenharias
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Docente Ativo
Cargo: Professor Associado II Regime de Trabalho: DE - Dedicação Exclusiva
Graduação: 8 Stricto-Sensu: 0 Lato-Sensu: 15

Nome: Guilherme Antunes Ramos
Titulação Máxima: Mestrado IES do Título: UERJ
País do Título: Brasil Ano do Título: 2015
Grande Área de Conhecimento: Ciências Humanas
Instituição: UFRJ Condição de Atividade: Técnico-Administrativo Ativo
Cargo: Tecnólogo - Comunicação Regime de Trabalho: 40 horas semanais

Endereço:

Praça Jorge Machado Moreira, 100 - Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares e Programa de Gestão e Inovação/FACC - Ilha do Fundão - Cidade Universitária - Rio de Janeiro - CEP: 21941-971
Telefone: 3938-9240 Fax: 3938-9240

Modalidade do Curso: presencial

Carga Horária Total do Curso: 360

Público-Alvo:

Servidores docentes e técnicos-administrativos de universidades ou institutos universitários, portadores de Diploma de Nível Superior (Graduados de cursos de graduação plena ou tecnológica).

Nº de vagas na sede: 40
Data Início: 02/03/2021
Data Término: 02/03/2022
Periodização: Anual
Inscrição para seleção: 03/11/2020 a 30/11/2020
Pré-requisito:

Entrega de Currículo, Carta de Intenções e entrevista

Critérios de Seleção:

Entrevistas, Currículum Vitae
Período: 01/12/2020 a 15/12/2020

Duração e prazo de conclusão:

O curso tem carga horária de 360 (trezentas e sessenta) horas presenciais, acrescidas de um período de 3 (três) meses para elaboração de artigo a ser submetido a periódico qualificado pelo Qualis/Capes. O prazo de conclusão regular do curso é de até 24 meses.
As aulas serão ministradas no horário de 8h30 às 12h30, às 3as. e 5as feiras, na Cidade Universitária (nas dependências da ITCP-Coppe / PGI-FACC)

Carga Horária Total: 360 horas
Número de Vagas: 40
Estrutura Curricular e sua distribuição:
Módulo Básico: 90 horas 
Módulo Específico: 240 horas
Seminário de Monografia I e II: 30 horas 
Total: 360 horas

Competência do Coordenador e demais normas referentes ao regime acadêmico:
Caberá ao Coordenador:

a) convocar e presidir as reuniões do Colegiado do Curso;
b) coordenar as atividades didáticas do Curso;
c) dirigir as atividades administrativas da Coordenação do Curso;
d) elaborar a programação do Curso, submetendo-a à apreciação do Colegiado do Curso;
e) propor os planos de aplicação de recursos, submetendo-os à apreciação do Colegiado do Curso;
f) delegar competências para a execução de tarefas específicas e
g) decidir ad referendum assuntos urgentes de competência originária do Colegiado do Curso.

Competência do Corpo Docente:
Caberá ao Corpo Docente:

a) realizar as atividades de ensino, orientação e coordenação acadêmica;
b) assegurar a execução da proposta do Curso aprovada pelo CEPG/UFRJ;
c) responsabilizar-se pelas atividades do curso de pós-graduação.
Forma de avaliação do curso feita pelos discentes:
Questionário de avaliação docente a ser distribuído ao final de cada módulo com posterior reunião com representante de turma para alinhamento de propostas de melhoria das disciplinas e do curso.
Indicadores de desempenho:
Avaliação presencial ou através de trabalhos solicitados pelos docentes